Ex-deputado Diógenes Basegio é indiciado por captação ilícita de votos

O ex-deputado estadual Diógenes Basegio foi indiciado pela Polícia Federal em Passo Fundo, por abuso de poder econômico e captação ilícita de votos.
A investigação foi aberta a pedido do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e apontou evidências de compra de votos em uma casa de apoio mantida por ele na cidade. Na Associação Amigos da Saúde, pessoas de diversas localidades do estado eram hospedadas enquanto recebiam tratamento de saúde em hospitais da cidade.
Segundo depoimento do ex-chefe de gabinete de Basegio, Neuromar Gatto, o local era mantido com valores do gabinete e com repasse de salários de servidores. O acolhimento, conforme a investigação, era uma forma de conquistar eleitores.
A PF prevê que pelo menos 100 mil pessoas podem ter sido beneficiadas pela casa de apoio mantida pelo ex-deputado. Todas eram cadastradas e recebiam material político, que para a investigação, configurou crime eleitoral.
Basegio teve o mandato de deputado estadual cassado no final de 2015 após uma série de denúncias de contratação de funcionários fantasmas, fraudes no pagamento de diárias e combustível. A defesa de Basegio não respondeu aos questionamentos feitos acerca da investigação e indiciamento. O caso será remetido à Justiça eleitoral.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *

*

error: Conteúdo Protegido. Entre em Contato.