Saúde: Atividade física e inverno

A queda da temperatura provoca algumas alterações no organismo e no comportamento das pessoas, fazendo com que desistam das academias, caminhadas, corridas ou de determinada atividade esportiva. No entanto, o que elas não se dão conta é de que esta atitude fragiliza o organismo, já que o hábito regular de exercícios aumenta a resistência e ajuda a prevenir e aliviar dores nos ossos e nas articulações causadas pela compressão vascular (diminuição do fluxo de sangue nos vasos do corpo) – problema comum nesta estação.

O fato de as pessoas, muitas vezes, permanecerem encolhidas nas baixas temperaturas também pode afetar e tencionar músculos e nervos. Com isso, algumas partes do corpo ficam mais doloridas. Além disso, este hábito pode afetar a postura e provocar dores na coluna. Nas articulações, o líquido sinovial (um dos elementos que formam o Sistema Locomotor, junto com os ossos, músculos, ligamentos e articulações) fica mais encorpado com o esfriamento do corpo e pode também causar problemas. Apesar de haver poucos estudos sobre o impacto da baixa temperatura no organismo, o inverno é uma época do ano em que recebemos muitas queixas de desconforto nos ossos, articulações e músculos.

Para quem sofre de doenças crônicas, o clima frio pode agravar a situação. Na área de ortopedia, aumentam as reclamações de dores nas articulações e os sintomas da artrose ou da bursite ficam acentuados. Ainda existem dúvidas se o que realmente provoca as dores é a temperatura baixa ou a umidade do ar. No entanto, no inverno as pessoas têm menos disposição para a atividade física, o que é um grave erro para a saúde.

Os músculos e articulações frequentemente parados provocam aumento nos sintomas de muitos problemas de saúde, pela perda de flexibilidade. Por isso, a orientação é praticar exercícios físicos. Alongamento diário e caminhadas também são importantes, pois são complementares e recomendadas para a maioria das pessoas, em qualquer idade. Também ajuda a destravar ossos, músculos e nervos, para que o sistema locomotor funcione plenamente e com facilidade. Os exercícios de alongamento são simples e podem ser praticados em qualquer lugar.

Quanto à caminhada, são necessários alguns cuidados.  É importante saber que a respiração se altera durante esta atividade no inverno, porque o ar gelado entra pelo nariz e se choca com a temperatura interna do corpo. Além disso, ficamos mais vulneráveis a lesões musculares e a outras doenças, como gripes e resfriados.

Por fim, é importante esclarecer que as pessoas que continuam praticando atividades físicas no inverno também obtêm outros benefícios como a melhora do apetite e do sono, além de apresentar menos riscos de desenvolver diversos tipos de problemas de saúde.

Artigo: Dr. Joaquim Reichmann, médico ortopedista e traumatologista

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *

*

error: Conteúdo Protegido. Entre em Contato.