Nonoai: Audiência Pública abre debate sobre revitalização da praça central

O Poder Legislativo e o Executivo Municipal de Nonoai convocaram uma Audiência Pública para iniciar o debate sobre a revitalização de uma área de aproximadamente 7 Mil metros quadrados localizada no centro do município de Nonoai. A Praça Getúlio Vargas, implantada em frente ao Centro Administrativo Municipal na década de 60, pode passar por uma modernização. Esse foi o tema debatido na noite desta segunda-feira, (dia 07/08) no Plenário da Câmara de Vereadores.

Após a abertura Oficial da Audiência Pública realizada pela Presidente da Câmara de Vereadores, Luciana Zanovelo e pelos chefes do Poder Executivo, Prefeito Edilson Pompeu da Silva e o Vice-Prefeito Paulo Rodrigues, os profissionais da Corten Arquitetura e Engenharia Alexandre Gnoatto e Gabriele Reginatto Costa, apresentaram a proposta de revitalização da Praça Getúlio Vargas.

De acordo com a Arquiteta Gabriele, que apresentou o projeto, inicialmente foi realizado um diagnóstico completo da área central elencando os principais problemas e as potencialidades do local, e com isso se apresentou um pré-projeto com objetivo de dar utilidade em todos os espaços de forma funcional e prática para o dia-a-dia ou eventos sociais. Os profissionais destacaram que todo o trabalho foi pensado em garantir acessibilidade a comunidade, harmonizando todas as idades.

Durante o levantamento de diagnóstico do local ficou evidenciado o problema com a depredação do espaço público e a necessidade do cuidado com a preservação da área verde existente.

Com o projeto de revitalização da Praça Central, o governo municipal e os vereadores esperam conquistar recursos extra orçamentários para por em prática o processo de modernização da área central.

Abertura da Audiência Pública: Presidente Luciana Zanovello

Abertura da Audiência Pública: Vice-Prefeito Paulo Rodrigues

Abertura da Audiência Pública: Prefeito Edilson Pompeu da Silva

Sociedade Civil Organizada

Profissionais da Corten Arquitetura e Engenharia: Alexandre Gnoatto e Gabriele Reginatto Costa

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *

*