Comercialização de peixes na Semana Santa movimenta economia da região

O volume de peixe a ser comercializado neste ano durante a Semana Santa deverá aumentar cerca de 30%, na região norte do Estado, segundo dados da regional da Emater/RS-Ascar de Passo Fundo. Em relação ao preço, o acréscimo foi em torno de 23%, passando de R$ 9,66 para R$ 11,88 o quilo.
Entre as principais espécies disponíveis estão às carpas e tilápias.
No município de Rio dos Índios, conforme o Prefeito Salmo Dias de Oliveira, a expectativa é comercializar aproximadamente 2 Toneladas entre hoje e amanhã, quinta-feira. “A Secretaria Municipal de Agricultura já construiu cerca de 80 açudes para os piscicultores e projetamos construir outros 80 até o final deste ano. Cada tanque construído pela prefeitura custa em média cerca de R$ 600 por produtor, enquanto que se for contratada uma empresa particular o custo chega aos R$3,5 mil”, comentou Salmo.
Já em Nonoai, a Feira do Produtor Rural ofereceu, na manhã de hoje, uma grande quantidade de peixes, porém devido à procura ter sido maior que a oferta, o produto rapidamente foi totalmente comercializado. Conforme o Secretário Municipal da Agricultura, João Maria da Silva, amanhã os piscicultores estarão retornando com a comercialização do peixe na feira. “A Secretaria de Agricultura está dando todo apoio para os produtores, desde a despesca até a infraestrutura para a comercialização”, relatou.
A piscicultura tem se constituído importante atividade de geração de renda e emprego para a agricultura familiar.
peixes

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *

*