Nonoai: Associação e Prefeitura devem assumir o Samu a partir de fevereiro

A Secretária Municipal de Saúde de Nonoai, Gerci Caresia Schio e os Vereadores da Bancada Progressista – Luciana Zanovello, Zeca Vigne e o Presidente da Câmara Paulo Paiakan, estiveram reunidos na tarde desta quinta-feira, (dia 11/01) para debater sobre a atual situação do Serviço de Atendimento de Urgência – SAMU, o qual terá sua administração encerrada pelo Hospital Comunitário de Nonoai no próximo dia 05 de fevereiro. Além desta pauta, os vereadores também receberam um relatório de atividades desenvolvidas pela Secretária Gerci, a qual assumiu a pasta da Saúde no dia 19 de julho de 2017.

Em relação ao Samu, a Secretária comunicou que, a partir do dia 5 de fevereiro, os Serviços serão geridos através do convênio realizado entre a Prefeitura Municipal de Nonoai e a Associação Mantenedora do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e Emergência, conforme estabelece o Projeto de Lei aprovado pela Câmara Municipal de Vereadores de Nonoai no dia 30 de maio de 2017. A Secretária informou ainda que o Samu receberá investimentos necessários para o atendimento de qualidade e que inclusive receberá uma reestruturação.

Os vereadores receberam a informação e comemoraram, pois é um anseio de toda a comunidade a permanência do SAMU em Nonoai. Já em relação à prestação de contas da secretária aos vereadores, todos aprovaram o trabalho desenvolvido e se colocaram a disposição para manter um bom diálogo entre o Poder Legislativo e a Secretaria de Saúde e seus colaboradores.

A Secretária Gerci, comentou ainda, a importância do Hospital Comunitário ter mantido o SAMU até o momento. “Só temos a agradecer esta parceria que tivemos com os administradores do Hospital, sem eles não seria possível ter garantido os serviços até este momento”, finalizou.

De acordo com o Administrador do Hospital Comunitário de Nonoai, Rafael Barboza, o Contrato entre a casa hospitalar e o SAMU venceu em dezembro de 2017 e o Hospital não tem mais interesse em gerir este serviço. “Notificamos todos os interessados sobre o encerramento do nosso convênio a cerca de 60 dias. Neste período foi possível que todos tomassem as providências necessárias para o não encerramento total das atividades”, enfatizou Rafael.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *

*

error: Conteúdo Protegido. Entre em Contato.