Nonoai: Traficantes são condenados por tráfico de drogas

O Juiz de Direito Dr. Tarcísio Rosendo Paiva, da Vara Judicial da Comarca de Nonoai, condenou, nesta terça-feira, (dia 06/03) cinco homens que entraram no Estado do RS com cerca de 200 kg de maconha, dentro de um carro roubado. Os criminosos traziam a droga do Paraná e foram flagrados pela Polícia Rodoviária Federal, que suspeitou dos réus quando passaram pelo posto da PRE em Nonoai.

Caso

O flagrante foi na madrugada do dia 24 de março do ano passado, na rodovia interestadual entre Chapecó/SC e Trindade do Sul/RS. O grupo viajava em comboio vindo de Guaíra, no Paraná, onde haviam ido buscar drogas para revender na região serrana gaúcha. O carro utilizado no transporte da maconha havia sido roubado poucos dias antes em Porto Alegre. Na ocasião, os policiais rodoviários estranharam o fato de dois veículos passarem pelo posto da PRF em velocidade muito baixa, mesmo de madrugada, emitindo sinais luminosos entre si. Os agentes montaram barreira e acabaram flagrando a carga de entorpecentes no porta-malas.

Decisão

Na sentença, o magistrado destacou o relato das testemunhas no processo, policiais rodoviários, responsáveis pela apreensão da maconha e as prisões em flagrante. Também destacou a quebra do sigilo telefônico e telemático dos telefones celulares do grupo que comprovaram a prática de tráfico de drogas e outros crimes.

“A grande porção de drogas apreendida, o horário em que praticado o crime, e a utilização de dois velozes veículos para assegurar o transporte das drogas de um Estado a outro, funcionando o automóvel Jetta como ‘batedor’ e o veículo Corolla como meio de transporte do entorpecente, são circunstâncias que demonstram que os denunciados possuíam uma forma subjetiva e objetivamente articulada, porquanto comungavam o mesmo intento de transportar drogas e distribuíam tarefas na colaboração para o êxito da empreitada delituosa”, afirmou o Juiz.

Ainda, conforme o magistrado, a cidade de Guaíra, onde foi adquirida a droga, faz fronteira com o Paraguai e é conhecida como rota terrestre para o tráfico de drogas envolvendo os países do Paraguai, Bolívia e Colômbia.

Os cinco réus foram condenados a penas que variam entre 7 e 20 anos de prisão em regime inicial fechado. Eles não poderão recorrer em liberdade.

 

Fonte: EXPEDIENTE
Texto: Rafaela Souza
Assessora-Coordenadora de Imprensa: Adriana Arend
imprensa@tj.rs.gov.br

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *

*

error: Conteúdo Protegido. Entre em Contato.