Detento liderava grupo que tentava controlar tráfico de drogas na região de Erechim

Um detento da Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas, é apontado pela polícia de Erechim como líder de um grupo que pretendia controlar o tráfico de drogas na região. Com sete prisões feitas nesta quarta-feira, a Operação Asfixia, que contou com a participação de 35 policiais civis e 35 policiais militares, além de 22 viaturas das duas instituições, a polícia espera ter “sufocado” o grupo que se caracterizava por ações violentas, que envolvem inclusive ameaças a agentes dos órgãos de segurança.

A grande operação desenvolvida desde as primeiras horas da manhã desta quarta-feira cumpriu mandados de prisão e de busca e apreensão em vários locais da cidade. A Operação Asfixia é resultado de um trabalho de investigação que deve responsabilizar um grupo pela prática de tráfico de drogas, associação para o tráfico, porte de arma de uso restrito e organização criminosa, que seria liderado por um presidiário que cumpre pena na Pasc. Esse presidiário é natural de Erechim e cumpre pena no presídio em Charqueadas.

Como resultado da operação, sete pessoas foram presas (seis homens e uma mulher), um adolescente foi apreendido. Também foi feita a apreensão de armas, dinheiro (cerca de R$ 30 mil), celulares, toucas ninja, luvas, e uma camiseta da Polícia Civil que seria usada pelo grupo para intimidar pessoas.

Fonte: atmosferaonline.com.br

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *

*

error: Conteúdo Protegido. Entre em Contato.