A cada onze minutos, um pecuarista de leite brasileiro abandona a atividade

O alerta é do economista, mestre e doutor em economia aplicada Paulo Martins, chefe-geral da Embrapa Gado de Leite. De acordo com ele, está ocorrendo uma transformação silenciosa e radical na pecuária brasileira com a entrada na atividade de novos produtores com visão diferente de uma realidade passada, com visão mais empresarial.

A advogada especialista no agronegócio, Dra. Suelen de Witt Portes, ressalta alguns dos principais motivos do abandono da atividade como a falta de investimentos e planejamento, o desinteresse na sucessão familiar, o descontrole financeiro inserindo às famílias em dívidas e, por fim a alta tributação estadual e federal que consome com parte dos lucros.

O chefe-geral da Embrapa Gado de Leite alerta ainda que o mercado está, cada vez mais, penalizando os produtores que deixam a tecnologia para fora da porteira. Cerca de 40% estão errando porque estão aplicando a velha hipótese de que aquilo que estava bom no passado será bom no futuro, em time que vence não se mexe. Este realmente não é o modelo certo. Já os outros 60% entenderam, observaram as adaptações, os sinais dos tempos de que tudo está mudando o tempo todo.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *

*

error: Conteúdo Protegido. Entre em Contato.