Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Notícias de Última Hora

Nonoai: SAMU deve interromper atendimento por falta do repasse de recursos do governo do Estado

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU em Nonoai, estará interrompido a partir do dia primeiro de março, e retornará somente a partir da quitação dos débitos devidos pelo governo do Estado.

De acordo com o Presidente da Associação Mantenedora do SAMU, Luiz Fernando Verzeletti, há pelo menos oito meses que o Governo do Estado não repassa a sua parte do convênio, o que totaliza cerca de R$ 83 Mil.

A despesa mensal para manter a equipe formada por quatro motoristas, quatro técnicos de enfermagem e uma enfermeira, é de R$ 24.500,00. Pelo convênio, o Governo Federal repassaria R$ 13 Mil e o Estado mais R$ 10 Mil. Desta forma o Samu trabalha com déficit de R$ 1.500.

Com a falta do repasse devido pelo Estado, a mantenedora do SAMU em Nonoai vem pagando apenas os salários aos servidores, deixando de lado os encargos e o 13º Salário referente ao ano de 2018.

A expectativa agora da direção da Mantenedora, é que o Governo Municipal de Nonoai passe a repassar R$ 4 Mil mensais e ainda pague a conta deixada pelo governo do Estado. Os cofres públicos serão ressarcidos após a quitação da dívida deixada pelo governo do Estado.

Contudo, a partir do dia 01 de março o SAMU de Nonoai não estará atendendo os chamados. Em caso de urgência e emergência os usuários do sistema ainda deverão continuar ligando para o fone 192. A base reguladora do sistema encaminhará a ambulância mais próxima para atendimento.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *

*

error: Conteúdo Protegido. Entre em Contato.