Moradora de Rondônia procura familiares que permaneceram em Nonoai no final da década de 70

A gaúcha Geni Ferraz, que no final da década de 70 foi residir em Terra Nova – MT, está à procura dos familiares que permaneceram em Nonoai – RS. Segundo ela relata, por volta do ano de 1978, muitos agricultores moradores de Nonoai foram relocados pelo governo para o Estado do Mato Grosso em razão da questão indígena. “Eu tinha uns 13 pra 14 anos de idade e acabei fugindo com um homem para o Mato Grosso. Passados cinco anos ele me largou. Neste período morei em Sinop – MT, Cuiabá – MT, Porto Velho – Rondônia e Machadinho do Oeste – Rondônia”.

Geni, que atualmente tem 63 anos de idade é filha de Antônio Ferraz e Maria Ferreira Ferraz, tem cinco irmãs e quatro irmãos. Jair, Gentil, Valderi e Valdecir, Irací, Joraci, Geni, Jandira e Eni.

Geni atualmente reside com seu companheiro no município de Machadinho do Oeste – Rondônia e tem duas filhas.

O contato telefônico para informações é 69 9 9236 4730.

print

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.