Esta votação foi encerrada (since 5 meses).

Completando 53 anos de idade, homem resolve fazer 53 km correndo de Nonoai a Ametista do Sul

Uma história de superação, de um morador de Ametista do Sul do qual fez parte da dupla Tuti e Vadi e que nesta segunda feira dia 14 de Setembro completará 53 anos de vida, e para comemorar seu aniversário, em meio a pandemia, resolveu fazer 53 km correndo de Nonoai a Ametista do Sul em agradecimento a Deus pela sua saúde.

O aniversário é do seu Vadi, mas quem ganha o presente somos nós com essa admirável história de superação que será contada agora pela equipe FAMÍLIA QUE CORRE:

Em 1991 foi o primeiro contato de Vadi com corrida onde, na cidade de Planalto aconteceu uma corrida de rua para homenagear o aniversário da cidade no qual disputou e ficou em 1º lugar. Filho de Afonso da Silveira e Olga Francisca da Silveira (in memorian), ambos moradores de Linha Alta Ametista do Sul, tiveram 10 filhos, entre eles, destacamos o nosso amigo José Valdemar da Silveira para os amigos “Vadi”, do qual fez parte da dupla Tuti e Vadi, com o passar dos anos foi tentar a vida em São Paulo junto com seu irmão. Lá despertou  o amor pela corrida, incentivado pelo amigo advogado Dr. Cezar, morador do condomínio onde Vadi trabalhava, no qual, na época   convidou-o para correr  a São Silvestre de 2005, sem inscrição, resolveu ir igual como convidado, gostou tanto de realizar a prova que em 2006 fez sua primeira inscrição, onde de lá para cá correu 11 vezes a São Silvestres sempre com uma boa classificação.

Quando retornou a cidade de Ametista do Sul, Vadi se dedicou ainda mais às corridas, entre elas, destacam-se: O  Aniversário de São Paulo 10km, Criança Esperança 5km, Corrida da Paz 8km, Meia Maratona em São Paulo 21km, Maratona Internacional de Florianópolis 42km, Summer em Capão da Canoa 48km.

Até aqui nesta história nada de  novidade para alguns, mas todo maratonista tem algo a mais para contar, não iria ser diferente com o Vadi, quando ao findar nossa conversa, ele revelou que desde  2010 corre apenas com um rim, pois o outro, por amor a sua irmã e para tentar salvá-la em Abril de 2010, ele  doou para ela este órgão e de lá para cá, ele corre com apenas um rim. A cirurgia não teve muito sucesso na época pois, após alguns dias sua irmã faleceu, mas o que Vadi  leva dessa experiência é o amor pela sua família em especial a sua irmã que hoje está junto de Deus, e diz que tudo tem um propósito e que hoje a finalidade do esporte para ele é ter saúde.

Salientamos então que após 2010 Vadi se supera em cada corrida pois, correr já não é fácil e com apenas um rim a dificuldade só aumenta, motivo para muitos desistirem, não para ele, que dia após dia se supera.

Em 2019 a convite de Andre Capra entrou para a equipe de Ametista do Sul “Família que corre” onde realiza treinos junto com os demais da equipe e cada dia nos surpreende mais com a sua garra e determinação.

E hoje a “Família que corre resolvemos prestar uma homenagem a sua superação e dizer Vadi, que você já faz parte não só do nome da nossa equipe mas, faz parte da nossa família mesmo, hoje estamos te apoiando para realizar seu percurso de Nonoai a Ametista do Sul para comemorar seu aniversário de 53 anos em agradecimento a Deus e a saúde te desejamos tudo o que há de melhor.

 

Colaboração: In Foco

print

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.