Esta votação foi encerrada (since 7 meses).

Litoral do RS recebe reforço na segurança para o feriado do Dia de Finados

O litoral do RS receberá reforço na segurança pública durante o feriadão do Dia de Finados, com a ampliação do efetivo para policiamento a partir desta sexta-feira (30) até segunda-feira (2).

A medida atende ao pedido dos prefeitos dos municípios litorâneos, que participaram de reunião com o governo do estado nesta quinta-feira (29).

Segundo a Secretaria de Segurança Pública, 380 servidores a mais atuarão nas cidades litorâneas neste período. O policiamento será reforçado com:

  • Alunos-soldados da BM, que atuarão como parte do estágio supervisionado
  • Dois pelotões com policiais militares dos Batalhões de Polícia de Choque
  • Um helicóptero do Batalhão de Aviação, que ficará a postos na base de Capão da Canoa
  • Incremento com as Forças Táticas nas praias do Cassino e do Laranjal, no Sul do estado
  • Estradas monitoradas pelo Comando Rodoviário da Brigada Militar
  • Duplas de guarda-vidas nos balneários de Torres, Arroio do Sal, Capão Novo, Capão da Canoa, Xangri-Lá, Atlântida Sul, Imbé, Tramandaí, Nova Tramandaí, Cidreira, Pinhal, Quintão, Cassino e Laranjal
  • Patrulhamento de três moto-aquáticas, uma em Torres, uma em Tramandaí/Imbé e outra em Rio Grande
  • Patrulhas volantes na faixa de areia dos locais de maior circulação
  • Polícia Civil terá reforço nos plantões policiais e nas atividades de volantes operacionais nos municípios de Capão da Canoa, Torres, Tramandaí, Cidreira e Rio Grande, com um total de 60 agentes.
  • Segundo o secretário de Segurança Pública e vice-governador do estado, Ranolfo Vieira Júnior, o objetivo é assegurar a tranquilidade no feriadão. A ação também soma esforços com as vigilâncias sanitárias, conforme os protocolos de prevenção à Covid-19.

    “Já está também em elaboração o planejamento da Operação RS Verão Total 2021, que terá uma série de reflexos da pandemia, exigindo o alinhamento de todas as atividades com os protocolos sanitários de prevenção. A previsão é começarmos em 19 de dezembro, mas, a partir da demanda dos prefeitos, faremos uma análise da viabilidade em termos de custo e logística para antecipar no que for possível”, afirmou Ranolfo.

print

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.