Morre mochileiro gaúcho que sofreu grave acidente na BR-060

Morreu nesta sexta-feira, 19, na Santa Casa de Campo Grande (MS), o mochileiro gaúcho, Tiago Escarcell Boher, de 31 anos.

O jovem, que viajou de 36 mil quilômetros pelo Brasil, viajava de moto com sua namorada, quando sofreu um acidente grave, na BR-060, em Paraíso das Águas (MS), na terça-feira, 16, e teve a perna amputada. Tiago, natural de Pelotas (RS), teve uma parada cardiorrespiratória e não resistiu, ele morreu às 7h55. A namorada dele, de 19 anos, está internada em estado grave no mesmo hospital.

Após oito meses e 13 dias na estradas, Tiago e Jennifer iriam concluir o mochilão pelo Brasil em Mato Grosso do Sul.

Horas antes de acidente grave, os mochileiros comemoraram com fogos a viagem por todo Brasil. O casal estava na etapa final da realização de um sonho: viajar por todos os Estados do País em uma motocicleta.

Como foi o acidente

Segundo o boletim de ocorrência, um motociclista de 63 anos, que estava em uma motocicleta de luxo, tentou ultrapassar um caminhão em local proibido e bateu de frente na moto do casal de mochileiros. Com a batida, Tiago e Jennifer foram arremessados para a margem da rodovia. O motociclista que causou o acidente foi atingido por uma carreta e morreu no local.

Horas antes do acidente, o casal publicou um vídeo nas redes sociais, soltando fogos de artifício para comemorar os 36 mil quilômetros percorridos em pouco mais de oito meses de viagem e a chegada ao destino final: Mato Grosso do Sul.

“Após oito meses e treze dias, se eu contasse, ninguém acreditaria, nós conseguimos! Estamos na beira da estrada, percorremos mais de 36 mil quilômetros. Não foi fácil, estamos cansados, mas realizamos um sonho! O Brasil é nosso, com a nossa moto rodamos o país inteiro, demos uma volta no país e vamos voltar para casa”, contou Tiago no vídeo que foi postado nas redes sociais.

“Concluímos os 27 Estados [sic], acabamos de chegar em Mato Grosso do Sul, demos a volta no Brasil! Acabamos de chegar e estamos cansados. Ontem dormimos só três horas, tá sendo uma história que está marcada. Nem sei o que dizer, bora viver!”, disse Tiago.

print

PARCEIROS