Nonoai: Informativo da Câmara Municipal de Vereadores

Os vereadores do Município de Nonoai estiveram reunidos no início da noite desta terça-feira, (dia 05/06) na primeira Sessão Ordinária do mês de Junho.

Acompanhe as matérias que foram debatidas e aprovadas em plenário.

REQUERIMENTOS:

Nº 14/2018 – Autoria: Ver. Paulo Roberto da Rosa – Considerando a necessidade de readequação do trânsito em nossa cidade, devido ao crescente fluxo de veículos que se verifica diariamente, requer que a Câmara Municipal organize Audiência Pública para tratar dessa questão, a fim de que se possa debater a implantação do sistema de “mão única” nas principais vias centrais. APROVADO POR UNANIMIDADE

 

Nº 15/2018 – Autoria: Verª. Rosa Maria Nunes Faria Barbiero – Requer que a Câmara Municipal de Vereadores oficie a empresa de transporte interestadual Viação Ouro e Prata, a fim de que a mesma informe quais eram os horários do transporte coletivo no itinerário “Nonoai/RS – Chapecó/SC” e, com as últimas mudanças, em quais horários está havendo esse transporte, atualmente. APROVADO POR UNANIMIDADE

 

PROJETO DE LEI DO PODER EXECUTIVO:

EMENDA CORRETIVA AO PLE Nº 26/2018 – Autoria: Comissão de Constituição e Justiça – Corrige a redação de todo o Projeto de Lei para onde se lê “LEI MUNICIPAL nº 3.231/2018”, leia-se: “LEI MUNICIPAL nº 3.231/2017”.

APROVADA POR UNANIMIDADE

 

Nº 26/2018Altera redação da tabela de terrenos do Anexo II da Lei Complementar nº 3.231/2017 e dá outras providências.

APROVADO POR UNANIMIDADE, COM EMENDA

 

INDICAÇÃO:

Nº 77/2018 – Autoria: Ver. José Antônio D’Agostini Vigne – Indica que o Poder Executivo Municipal, através da Secretaria Municipal competente, providencie a recuperação da Rua Cruzeiro, localizada no Bairro Pôr-do-Sol, especialmente nas proximidades da residência da Sra. Valdemíria, popularmente conhecida como “Dona Nina”.

ENCAMINHADA

 

PEDIDO DE INFORMAÇÕES:

Nº 07/2018 – Autoria: Ver. Zulmar De Bastiani e Ver. Idelar Caresia – Pedem que o Executivo Municipal informe o motivo pelo qual ainda não foi providenciado o conserto da ambulância de propriedade do Município, veículo esse que se encontra estacionado nas dependências da Secretaria Municipal de Saúde, aguardando reparos, desde o mês de janeiro do corrente ano. O veículo, ano 2010, poderia estar sendo utilizado para atender às demandas verificadas na área da saúde, já que, atualmente, apenas uma ambulância da Secretaria Municipal de Saúde está disponível para o transporte de pacientes e, em situações de emergências, em alguns casos, torna-se necessário recorrer aos municípios vizinhos, para solicitar o empréstimo de um veículo. Convém destacar que uma ambulância nova tem o custo aproximado de R$ 170.000,00 (cento e setenta mil reais), ao passo em que a recuperação daquela que hoje está parada é de, aproximadamente, R$ 15.000,00 (quinze mil reais), razões pelas quais se solicita esclarecimentos.

APROVADO POR UNANIMIDADE

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *

*

error: Conteúdo Protegido. Entre em Contato.