Notícias de Última Hora

Dores nos ombros: fique atento ao problema

Uma das queixas mais comuns relatadas em consultórios médicos está relacionada às dores nas costas. Elas limitam movimentos simples como o ato de erguer e abaixar os braços e, geralmente, ficam mais intensas à noite. O problema não escolhe idade e atinge atletas e sedentários.

Segundo o médico ortopedista e traumatologista, Joaquim Reichmann, em boa parte dos casos, as dores no ombro são sintomas de lesões provocadas pela repetição de movimentos que machucam os tendões e por processos crônico-degenerativos que ocorrem depois dos 40 anos de idade.

Entre as doenças mais comuns, Reichmann aponta a síndrome do impacto do ombro, lesão do manguito rotador, capsulite adesiva, lesões do tendão do músculo bíceps do braço (SLAP e tendinopatias), artrose do ombro, luxação acrômio clavicular, artrose acrômio clavicular, sinovite do ombro, depósitos de cálcio ao redor dos tendões do ombro, cistos sinoviais do ombro, tendinopatia calcaria e luxações do ombro.  “Essas lesões requerem cuidados e tratamentos especializados o mais rápido possível, pois costumam evoluir de forma acelerada”.

As consequências incluem evolução rápida das lesões e, às vezes, necessidade de cirurgia. Nestes casos a cirurgia mais comum é a acromioplastia ou desbastamento da porção anteroinferior do acrômio. O padrão ouro de tratamento é a cirurgia videoartroscópica de ombro. O método pode resolver 95% das patologias cirúrgicas dos ombros, com a segurança da cirurgia aberta e sem as desvantagens das cirurgias abertas, que são: grandes incisões, grandes cicatrizes, desinserção do músculo deltóide, demora na cicatrização dos tecidos, mais dor no pós-operatório, maior permanência hospitalar.

Atualmente são utilizadas técnicas e instrumentos modernos, que são mais seguros e confiáveis. Podem ser realizadas cirurgias artroscópicas complexas com agressão mínima e com segurança. Há alguns anos se realizava apenas o diagnóstico das lesões do ombro por cirurgia videoartroscópica e depois cirurgia aberta. Hoje se fala em correção de 95% de todas as patologias cirúrgicas do ombro por cirurgia vídeo artroscópica.

Importante destacar que nem sempre o problema requer cirurgia. O Tratamento Extracorpóreo por Ondas de Choque – modalidade utilizada para os pacientes com problemas músculo-esqueléticos tais como tendinites, dores musculares crônicas e falhas na consolidação de fraturas, é uma das técnicas modernas utilizadas na ortopedia.

O método é prescrito somente por um médico, que fará uma avaliação clínica de cada caso. O tratamento com ondas de choque estimula o processo de cura biológica em tendões, tecidos circunvizinhos e ossos. A onda de choque (ou onda de impacto) é um pulso sônico ou uma energia cinética que age de diversas maneiras, podendo ser por ação mecânica, causando formação de microbolhas que eclodem fragmentando a fibrose local; ação analgésica por intenso estímulo local, liberando enzimas locais que atuam na fisiologia da dor; e ação vascular que causa uma congestão vascular e neoformação de vasos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *

*

error: Conteúdo Protegido. Entre em Contato.