Nonoai coleta cerca de uma tonelada de lixo eletrônico por mês

Com 1,5 mil toneladas de lixo jogados fora anualmente, o Brasil é o sétimo maior produtor do mundo e lidera entre os países da América Latina, de acordo com o estudo da Organização das Nações Unidas (ONU). Apenas 3% é coletado de maneira adequada, o que é preocupante, uma vez que, devido à composição química, suprimentos de informática como os cartuchos podem prejudicar o meio ambiente caso sejam descartados em lixo comum. Fala-se muito sobre a reciclagem e o consumo de papel, mas é importante refletir também sobre os suprimentos utilizados em impressoras – aparentemente inofensivos.

A conscientização do consumidor também é importante no momento de comprar um novo equipamento. Procurar modelos com certificação de sustentabilidade, como o selo Energy Star, e avaliar o gasto de energia tanto para operação como quando em modo de espera, são algumas das recomendações.

Conforme o responsável pelo Departamento de Meio Ambiente em Nonoai, Odilon Feliciano dos Santos, o município de Nonoai coleta cerca de uma tonelada de lixo eletrônico por mês. “Recebemos todos os tipos de equipamentos eletro-eletrônico e destinamos para as empresas que tem certificação ”, explica.

O recolhimento do lixo eletrônico ocorre da 7 horas às 13 horas de segunda a sexta-feira, na Secretaria Municipal de Agricultura.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *

*

error: Conteúdo Protegido. Entre em Contato.