Notícias de Última Hora

Nonoai: Vereadores reivindicam para que a “Casa da Memória” se torne sede do Centro Cultural

A vereadora Rosa Maria Nunes Faria Barbiero – MDB e o vereador Fabrício Trentin de Moura – PP, apresentaram uma indicação ao Poder Executivo Municipal, propondo que a Casa da Memória, localizada na praça Linhares, passe a ser a sede do Centro Cultural de Nonoai, que está em processo de reativação. A proposta, apresentada na sessão ordinária do dia 20 de agosto, sugere ainda que o Poder Executivo contate a empresa Foz do Chapecó Energia S.A., responsável pela doação do imóvel ao município, a fim de buscar junto a ela recursos financeiros para custear as obras de revitalização do local.

A expectativa dos vereadores é de que com a reativação do Centro Cultural, logo os trabalhos culturais como feira do livro e outros eventos desta natureza sejam retomadas. Eles apontaram ainda a necessidade de que seja disponibilizada uma pessoa capacitada para o atendimento e recebimento de visitantes, tornando o espaço, que hoje está de certa forma abandonado, um novo lugar, que além de conter a história do município também seja mais um ponto turístico.

 

Estrutura da Casa da Memória

O local possui um espaço denominado “Sala de Exposições José Mazzocato”, que objetiva abrigar exposições temporárias e mostras da cultura local e regional. Tem como missão: preservar, conservar, investigar, interpretar, divulgar, expor, documentar e comunicar patrimônio imaterial dos municípios influenciados pela UHE – Foz do Chapecó, difundindo o conhecimento sobre estes municípios e promovendo a valorização da história regional. É dirigida hoje pela Secretaria pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura da Prefeitura Municipal de Nonoai. Pela Lei Municipal n°2.789 de 2011, o Poder Executivo Municipal é autorizado a abrir créditos adicionais nos orçamentos dos respectivos exercícios financeiros para atender as despesas autorizadas pela respectiva lei.

 

Conhecendo os objetivos da Casa, que são:

I – Preservação da memória dos Municípios atingidos pela UHE – Foz do Chapecó no Rio Grande do Sul;    II – Proporcionar à população, o conhecimento da história dos Municípios influenciados pela UHE – Foz do Chapecó;    III – Pesquisar, recolher, classificar, conservar, preservar e expor objetos, documentos e obras de arte que representem o patrimônio cultural do Município de Nonoai e dos Municípios influenciados pela UHE – Foz do Chapecó;    IV – Estabelecer um padrão museológico e museógrafo baseado em normas técnicas adequadas dentro da realidade que se apresenta;    V – Desenvolver e incentivar a realização de programas e atividades culturais, com sentido pedagógico junto à comunidade regional;    VI – Promover, supervisionar e/ou participar de elaboração e desenvolvimento de planos, programas, projetos e atividades relacionadas ao Município e a região;    VII – Realizar intercâmbio de informações, inclusive educacionais e científicas, no âmbito nacional e internacional;    VIII – Promover a divulgação de pesquisas através de publicações e outros meios de comunicação;    IX – Promover conferências e cursos;    X – Manter acervo à disposição de pesquisadores credenciados.

 

Fonte: Gabriela Mattes Brustolin – Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal de Vereadores de Nonoai

print

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*