Esta votação foi encerrada (since 3 meses).

Nonoai: Associação Mantenedora do SAMU alega falta de repasses. Dívida chega a R$ 44 Mil

O presidente da Associação Mantenedora do Programa de Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU em Nonoai, Luiz Fernando Verzeletti, anunciou que estará devolvendo a administração do programa ao governo municipal de Nonoai. A justificativa é de que os repasses que foram acordados entre o governo municipal e a Associação, não foram depositados. Com isso, os trabalhadores estão sem receber o 13° Salário referente aos anos de 2018 e 2019. “A nossa dívida com os trabalhadores do SAMU é de aproximadamente R$ 44 Mil”, revelou o presidente.

O SAMU é composto por quatro motoristas, quatro técnicos de enfermagem e uma enfermeira chefe.

O Governo Federal, Estadual e Municipal são responsáveis pelos repasses dos recursos para a manutenção dos serviços.

Com a falta do repasse do Governo Municipal, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência pode mais uma vez fechar em Nonoai.

O presidente da Associação Mantenedora estará participando do Programa de entrevistas da Rádio SUL FM na próxima segunda-feira, dia 03.

print

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.